ECONOMIANOTÍCIASPOLÍTICA

Após intervenção de Bolsonaro na Petrobras, quatro membros deixam o Conselho de Administração

Após a intervenção de Jair Bolsonaro para trocar o comando da Petrobras, quatro membros do Conselho de Administração da estatal indicados pelo governo deixaram os seus cargos.

Eles chegaram a ser convidados para a recondução de seus postos, mas recusaram. Um dos conselheiros, Osmar Carneiro, saiu atirando.

Em carta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ele disse que “A mudança proposta pelo acionista majoritário (o governo), embora amparado nos preceitos societários, não se coaduna com as melhores práticas de gestão, nas quais procuro guiar minha trajetória empresarial.” (Globo)

Por falar em Petrobras… Com a interferência de Bolsonaro no comando, as ações da estatal derreteram na semana passada. Mas nem todo mundo saiu perdendo. A CVM vai abrir investigação para apurar quem lucrou milhões nas transações com opções de venda de ações da estatal.

Segundo a coluna de Malu Gaspar, as negociações foram feitas pouco antes da live em que Bolsonaro anunciou que “alguma coisa” iria acontecer na petroleira. Os papéis foram comprados por R$ 160 mil e podem ter rendido a quem vendeu até R$ 18 milhões. (Globo)


As informações são do Jornal Meio e demais jornais citados.

Mais emECONOMIA