ARTIGOS

Aprenda a precificar seus serviços médicos

Sem dúvidas, o principal objetivo médico é zelar pela vida. No entanto, as expectativas financeiras fazem parte do planejamento profissional. Assim, precificar serviços médicos é uma tarefa determinante.

Além do mais, é uma tarefa rotineira de quem está iniciando ou inovando na área. Dessa forma, alinhar seu objetivo profissional ao objetivo financeiro faz parte do princípio da gestão médica.

Afinal, mesmo sendo uma profissão tão humana, não tem como ignorar o mercado, os seus custos e os possíveis lucros. Portanto, seja prestando serviço ou montando seu próprio consultório, faça seu planejamento.

A valorização do seu trabalho tem que ser bem direcionada e bem definida após a sua graduação. É necessário estar atento aos elementos fundamentais que falarei ao decorrer do artigo.

Afinal, o planejamento é a parte principal para alavancar sua carreira. Então, avalie o seu público, a sua estrutura e a evolução do mercado ao precificar seus serviços. Veja a seguir as diferentes questões que precisam ser avaliadas.

Avaliação para precificar seus serviços médicos

Todo negócio requer uma avaliação ampla antes do funcionamento. Dessa forma, o planejamento financeiro será mais assertivo. E diante dos serviços médicos não é diferente.

Aliás, a boa gestão financeira é fundamental para você se estruturar e se firmar no mercado de trabalho. Sempre alinhando as expectativas com a realidade. Logo, garantindo uma avaliação coerente.

No entanto, precificar serviços médicos causa insegurança naqueles que estão ingressando no mercado. Porém, entenda que essa avaliação mencionada não visa somente o lucro, mas também a valorização do seu trabalho e evita possíveis prejuízos.

Portanto, é um procedimento que analisa de forma prévia elementos como o mercado de trabalho, a concorrência, a mão de obra especializada, os insumos, a estrutura, entre outros.

Então, não é tão simples. Você precisa saber analisar todo o contexto para fazer a precificação dos seus serviços médicos. De maneira que garanta não só o lucro, mas a valorização profissional.

Dessa forma, definir o preço dos seus serviços envolve uma série de elementos variáveis. Por exemplo, os impostos, tempos de carreira, currículo, custos, público e outros elementos que você verá adiante.

Elementos variáveis

Não basta estimar valores superficialmente. É fundamental considerar todos os elementos que possam alterar a sua projeção de lucro. Bem como, os essenciais são:

  • Custos (variáveis e fixos): gastos direcionados a execução do serviço;
  • Despesas: gastos administrativos da instituição onde é executado o serviço;
  • Margem de lucro: lucratividade esperada entre a receita faturada e os custos totais.

Entretanto, é fundamental estipular um padrão para seguir. Assim, considerando também a atualidade do mercado ao precificar seus serviços médicos. Tal qual, possui fatores que influenciam nos valores dos serviços, como:

  • Caraterísticas do serviço prestado: deve-se considerar questões como especialização, demanda e qualidade; 
  • Avaliação financeira da clínica: se há algum grau de endividamento, se está iniciando ou em ascensão;
  • Público-alvo: necessidades do público e disponibilidade financeira;
  • Institucional: investimento da infraestrutura, referência, história.

Todavia, os elementos externos influenciam ao determinar o preço dos serviços em saúde. Logo, a análise das suas finanças particulares precisa estar alinhada com a análise dos valores do mercado envolvido. Entenda a seguir.

Aprenda a avaliar e precificar seus serviços médicos

Para precificar seus serviços médicos você deve avaliar os seus custos e a expectativa de ganho ideal. Ou seja, buscar um valor que pague as suas despesas do consultório e do atendimento, e que traga retorno financeiro.

Além disso, precisa considerar a média da concorrência. Assim como, os possíveis custos que teve ao montar seu empreendimento. Então, estimando a média gasta antes de considerar seu preço final.

Sobretudo, é necessário realizar um levantamento de todos os custos variáveis e fixos, e despesas do seu consultório. Portanto, considere os gastos necessários com materiais e equipamentos, mão de obra, manutenção, entre outros.

Dessa forma, organize em uma planilha as informações. Separando-as por categorias e avaliando cada despesa antes de precificar seus serviços médicos.

Os custos fixos são os valores inalteráveis em relação à sua produção. Ou seja, são os custos permanentes que não dependem do número ou do tipo de atendimento, por exemplo:

  • energia;
  • água;
  • aluguel do imóvel;
  • aluguel de equipamentos para procedimentos;
  • salários da equipe;
  • segurança, higienização, manutenção e informação;
  • imposto, entre outros.

Dessa forma, você precisa ter uma base precisa dos gastos. Assim, o valor encontrado deve ser dividido pela média dos atendimentos, conforme o número de pacientes atendidos. 

Portanto, quanto maior for o número de consultas menor será o valor embutido em cada uma.

Assim como, você deve calcular também o custo variável de cada atendimento. Logo, o preço mínimo de cada atendimento será a soma dos custos fixos com os custos variáveis. Então, identificar os custos totais é essencial durante a avaliação da precificação.

Os custos variáveis são os valores que dependem da atividade, atendimento ou produção. Então, depende do tipo de serviço médico prestado e do volume. Desse modo, são exemplos de custos variáveis:

  • materiais de escritório;
  • medicamentos;
  • materiais ambulatoriais descartáveis;
  • materiais cirúrgicos estéreis (valor de higienização).

Lucratividade nos serviços médicos

Como mencionei acima, o preço mínimo dos seus serviços deve prever os custos fixos e variáveis. No entanto, o objetivo de uma clínica ou de um atendimento médico é obter lucratividade.

Pensando nisso, quanto maior for a precisão das despesas, mais preciso será o valor que você quer encontrar. Dessa forma, você não irá se exceder na cobrança, nem ter prejuízos.

Portanto, além de médico, seja empreendedor. Faça investimentos em conhecimento financeiro, em tecnologia, modernidade e personalize seu atendimento. Além disso, faça possíveis investimentos na estrutura do seu negócio.

Toda essa precisão e investimento te torna um profissional mais competitivo. Ainda mais na hora de precificar serviços médicos. Então, atraindo maior número de pacientes.

Afinal, o valor de cada um desses atendimentos assegura o pagamento mensal das despesas, quando somado no final do mês. O ideal é aumentar cada vez mais o número de consultas. Assim, após o valor recebido suprir suas despesas, tudo será lucro.

Contudo, mesmo considerando os gastos e o lucro almejado, você deve considerar o bolso do seu público alvo. Garantindo que seu valor seja competitivo e justo. Enfim, analisando sua concorrência.

Sobretudo, ao precificar serviços médicos seja coerente com a sua realidade e realidade dos seus pacientes. Tanto para mais, quanto para menos. Priorizando a sua valorização profissional e estabilidade no mercado.

Definitivamente, o seu preço envolve a sua qualidade, satisfação, credibilidade e profissionalismo. Além disso, o lucro é consequência do planejamento profissional bem feito e da devida análise financeira.

Por fim, assegura-se que o seu preço não vai prejudicar a qualidade de seus serviços. Verificando tanto pela forma positiva como pela negativa. Sempre se esforce para conquistar novos pacientes e manter os atuais.


Fonte: Kairo Rodrigues Advocacia Especializada

Mais emARTIGOS